decoration decoration decoration
decoration
leaf leaf leaf leaf leaf
decoration decoration

Curso de Cultivo de Orquideas

Tudo sobre as orquídeas

curso de cultivo de orquideas

As orquídeas são lindas flores e também as mais preferidas de muitas pessoas. São ótimas para se cultivar ou até mesmo para presentear alguém. Além disso, existem mais de trinta mil espécies, cabem em qualquer lugar e podem durar muitos anos. Se você gosta dessa planta, precisa saber tudo sobre as orquídeas.

Quando a primavera está se aproximando, as flores vão ficando lindas e acaba nascendo nas pessoas a vontade de cultivar essas lindas flores e se você gosta da natureza pode ser uma ótima ideia cuidar de algumas orquídeas.

Além disso, para as orquídeas florescerem elas precisam estar adaptadas ao ambiente, pois não depende apenas da estação. Alguns fatores como excesso de luz ou água podem afetar os brotos.

Antes de escolher as suas orquídeas é ideal conhecer o tipo da espécie para que os cuidados sejam os adequados, mesmo que elas sejam resistentes, pois precisam de cuidado e atenção para ficarem lindas e viverem por muito tempo.

Conhecendo tudo sobre as orquídeas.

Antes de você escolher cuidar de uma orquídea é essencial saber como fazer isso e aprender quais as maneiras de cultiva-la perfeitamente.

Inicialmente preste muita atenção na adubação e no espaço, pois isso influencia no desenvolvimento da planta.

  • As orquídeas brasileiras geralmente são epífitas

Essa espécie de orquídeas conhecida como epífitas se desenvolvem agarradas nas árvores, mas não roubam os nutrientes delas, já que suas raízes servem apenas para fixar a planta no caule dessas arvores.

  • Você não deve coletar plantas oriundas das matas

Se você ama a natureza e todas as flores é muito importante adquirir sua orquídea de empresas produtoras de mudas que tenham plantas disponíveis.

Mateiros e alguns colecionadores egoístas já dilapidaram as orquídeas, por essa razão você deve adquiri-las de lugares confiáveis e não coleta-las nas matas.

  • Opte por espécies de orquídeas que sejam da sua região

Essa observação é indispensável, você deve sempre optar pelas orquídeas que são adaptadas na sua região, é sempre melhor para planta ser cultivada onde ela se dá bem.

Você pode optar por espécies diferentes, pois elas florescem somente uma ou duas vezes durante o ano, dessa forma a chance de te sempre alguma planta florida só aumenta.

  • Mantenha as orquídeas irrigadas

Essa informação é valiosíssima, justamente porque as orquídeas adoram água, só que alguns cuidados merecem ser observados. Tente manter o vaso sempre úmido, mas jamais encharcado.

Nunca deixe o vaso cheio de água, é mais fácil elas morrerem por excesso do que pela ausência d’água. As raízes podem apodrecer, então é melhor não colocar um pratinho com água debaixo do vaso.

Molhe de duas á três vezes por semana e deixe a água escorrer totalmente. Nos dias alternados só é preciso vaporizar as folhas pela manhã ou no final da tarde, quando a planta estiver em local coberto.

  • Elas gostam de luz

Coloque sua linda orquídea em ambientes onde elas possam ser banhadas pelo sol, lembrando-se de ser sempre no horário da manhã ou no final da tarde.

A orquídea precisa do sol para florescer, mesmo que estejam fixadas em troncos de árvores, elas precisam receber a luz do sol. E quando florescer não a leve para dentro de casa é orientado que ela permaneça na mesma posição e local onde floresceu.

Quem não deseja ter uma casa florida com cores vibrantes como a da orquídea? Todos desejam, por essa razão é essencial que você cuide bem delas.

Como você percebeu as orquídeas além de serem lindas, possuem peculiaridades que merecem atenção para que elas se desenvolvam perfeitamente e encantem as casas, é ideal que você procure saber tudo sobre as orquídeas, só assim o cuidado será perfeito.

Dicas de como cultivar orquídeas

curso de cultivo de orquideas

As orquídeas são lindas plantas que possuem cores vibrantes e que conseguem alegrar qualquer ambiente. Um local onde têm flores coloridas fica mais aconchegante e iluminado. Se você é um apreciador de flores deve ficar de olho em algumas dicas de como cultivar orquídeas.

As suas lindas orquídeas podem permanecer saudáveis e vistosas sem a necessidade de utilizar muitos produtos químicos, justamente porque existem algumas receitas naturais que contribuem para a saúde da planta.

Sempre tem uma receitinha caseira que pode contribuir para o bem da plantinha e essas dicas podem ser utilizadas na sua orquídea também, como por exemplo, a canela em pó que é um ótimo fungicida.

Por isso é ideal você prestar atenção em algumas dicas básicas de como ajudar no cultivo da sua orquídea e para isso separamos as principais orientações que vão deixar sua planta mais linda.

Principais dicas de como cultivar orquídeas

Saber alguns truques pode ser fantástico na hora de cuidar de uma plantinha, mas em relação a orquídea esses truques devem ser mais que especiais, pois essa linda planta exige muito cuidado e atenção. Por isso fique atento nas dicas que elencadas abaixo e aproveite!

  • Ambiente ventilado é tudo!

Essa dica é valiosa, poucas pessoas sabem que as orquídeas precisam estar em locais arejados.

Mas é importante evitar a ventilação muito forte, pois pode acabar derrubando os vasos e danificar as plantas. Um local ventilado razoavelmente é ideal.

  • Adube as orquídeas

Tente utilizar os adubos foliares que podem ser encontrados facilmente nos supermercados. Sempre coloque algumas gotinhas na água que você vai usar para vaporização.

Molhe principalmente a parte inferior das folhas das orquídeas, é nessa parte que estão localizados os estômatos que absorvem a água e os nutrientes necessários.

  • Cuidado com as doenças e pragas em orquídeas

 

É imprescindível que você procure sempre cultivar as suas plantes da maneira adequada, pois dessa forma elas estarão mais resistentes às pragas.

Observe sempre a quantidade de água, pois com o excesso podem surgir fungos. O importante é evitar e prevenir.

No caso especifico da orquídea seu grande inimigo são as cochonilhas, eles devem ser combatidos, pois acabam sugando a seiva da planta e até causar a morte dela.

Se você tiver poucas plantas, pode ser mais pratica recolher um por um e não deixe eles propagarem. Mas se as plantas forem em grande quantidade será preciso utilizar um defensivo, existem várias receitas naturais que podem ser usadas nas plantas e contribuem para manter longe as doenças.

  • Tenha sempre anotado o nome da espécie da sua orquídea

Pode ser muito útil ter uma identificação para suas orquídeas, pois facilita muito, já que existem várias espécies e cada uma possui sua peculiaridade.

Grandes colecionadores e apreciadores das orquídeas estudam para memorizar o nome das suas plantas, a maioria é em latim. Tente desenvolver esse hábito de anotar desde o nome da espécie até a data da floração de cada planta.

Caso ela floresça na mesma época é preciso você ficar atento, pois pode ser algo ruim. Examine sua planta e verifique cada cuidado, como as condições de irrigação, ventilação, luminosidade, tudo deve ser verificado para que ela fique bem.

  • Procure os orquidófilos

 

Esse local é adequado para quem ama orquídeas e precisa conhecer mais sobre as espécies, trocar informações com outros adoradores pode ser excelente para deixar suas plantas mais lindas e saudáveis, informações nunca são demais.

Existem dicas de como cultivar orquídeas, pois elas precisam de um cuidado especial, são lindas e devem estar saudáveis para alegrar sua casa ou ambiente de trabalho. Veja mais algumas dicas e cuidados que você precisa ter ao cultivar suas orquídeas:

 

Espécies de orquídeas

curso de cultivo de orquideas

Essas lindas flores chamadas de orquídeas pertencem a uma família enorme de plantas e são subdivididas em mais de mil e oitocentos gêneros e para você ter uma noção, cada gênero possui centenas de espécies de orquídeas. Mas nada impede que você conheça quais são as principais.

Atualmente existem em torno de trinta e cinco mil espécies catalogadas, podendo existir ainda mais algumas em cada canto do mundo, pois é possível encontrar essas lindas plantas em diversas áreas, no frio e no calor, mas elas preferem áreas tropicais.

Elas são admiradas por todos em função da beleza inigualável que possuem e ainda são adaptadas para a polinização por insetos. Quem cultiva essas belezuras é conhecido como orquedofilia e os seus criadores são chamados de orquidófilios.

Além disso, podem ser encontradas nas florestas e matas, pois possuem um valor alto de comercialização e alguns orquidários passam a viver cultivando várias espécies de orquídeas.

Quais são as principais espécies de orquídeas?

Essas lindas plantas cheias de cores passam uma maravilhosa sensação para que convive com elas, mas o que poucas pessoas sabem é que existem uma diversidade de espécies.

  • Cattleya walkeriana, conhecida também como ‘Feiticeira’.

Essa espécie infelizmente nunca mais foi vista na natureza, foi encontrada no ano de 1960 e era uma orquídea brasileira e tinha um valor comercial alto.

  • Oncidium

Possui pétalas delicadas e é uma planta perfeita para decorar jardins e ambientes internos, seu perfume é encantador.

Tem uma diversidade de cores e em geral pode ser amarela, branca, rosa, marrom.

Além de ter uma flor que ilumina o ambiente o cheiro é bastante agradável.

  • Phalaenopsis

Essa espécie me especial é apaixonante de tanta beleza que possui em decorrência de um formato único. Elas possuem um período de floração que vai de três meses, sendo maior que o tempo das outras espécies.

São ótimas também para decoração de ambientes.

Uma curiosidade é que ela é originária da Ásia tropical e vive melhor nos lugares quentes.

  • Vanda

Se todas as outras encantam, essa então é apaixonante com cores vibrantes e um brilho incomum nas pétalas, se tornando um verdadeiro espetáculo em forma de flores.

Também servem como decoração de ambientes internos e externos, adoram os climas mais quentes e seu tempo de floração é de trinta dias e geralmente ocorre por quatro vezes no ano.

  • Cattleya

Essa espécie é uma das preferidas dos brasileiros e chama atenção pelo seu tamanho e pela diversas cores e formatos que possuem. A floração pode durar trinta dias e deixa o ambiente cheiroso e agradável.

  • Denphal

Essa orquidea tem sua hasta em forma de cana e isso chama atenção de todos. As pétalas podem ter uma pequena variação nas cores e são encontradas nos tons de magenta, lavanda, fúcsia, purpura e branco.

É considerada uma espécie hibrida.

  • Cattleya schilleriana

Infelizmente essa espécie que podia ser encontrada facilmente no Estado do Espirito Santo está em extinção na natureza. É muito linda também e cheirosa.

  • Fredclarkeara After Dark

Aqui está uma orquídea negra, pois é hibrida também e foi feita a partir de múltiplos cruzamentos já com o objetivo de ter uma cor negra mesmo. É considerada rara.

  • Paphiopedilum rothschildianum

Se a orquídea acima é rara, essa aqui foi considerada a mais rara de todas as orquídeas e cara, conhecidas como “sapatinhos”, e teve seu nome atribuído em decorrência do belo formato que possui.

  • Dendrophylax lindenii

Essa orquídea possui uma curiosidade interessante ela é muito conhecia como ghost orchid  que em português significa orquídea fantasma. Foi chamada dessa maneira por ter uma aparência diferente e pelo fato de não ter folhas, apenas raízes e flor.

Perceba que existe uma variedade de espécie e é uma mais linda que a outra, além de ter algumas que já estão em extinção.

Onde colocar as orquídeas

curso de cultivo de orquideas

Caso você tenha plantas ou pretende ter, podem aparecer algumas dúvidas que são importantes serem esclarecidas, como no caso de onde colocar as orquídeas, essas plantinhas são frágeis e precisam estar no local correto para que não adoeça.

É essencial você saber que as orquídeas podem demorar até três meses para ficar adaptada aos novos ambientes e geralmente possuem intervalos de floração de dois anos.

São com informações como essas que você pode aprender a cultivar suas orquídeas, deixando-as sempre lindas e saudáveis, mesmo que você não seja um especialista em plantas é de grande valia se orientar como elas preferem viver e o que gostam.

Separamos algumas informações valiosíssimas para você aplicar nas orquídeas. Dessa forma você poderá se encantar ainda mais com a beleza dessa planta magnifica e apaixonante.

Onde devo colocar as orquídeas?

Essas plantas são frágeis e necessitam de um cuidado especial, principalmente quando se trata do local onde você deve cultiva-las.

Esse assunto é bastante relevante e deve ser analisado cuidadosamente, as orquídeas geralmente preferem estar nas árvores, mas de copas não muito fechadas e também adoram os suportes de fibras de cocos.

Existe um grande problema quando é plantada na terra, pois existe o risco de cumular água e as raízes ficarem encharcadas, elas podem apodrecer por isso elas preferem ficar em vasos.

Como escolher o local é um fator decisivo, pense bem antes de coloca-las em um local com muito vento, pois ele pode derrubar a planta. Além disso, a insolação do meio dia não é recomendada pois queima a folhas.

Escolha os locais que captem a luz do sol e não o calor. Observe cuidadosamente as dicas a seguir:

  • A luz ideal

É aconselhável que a luminosidade do local seja semelhante à do seu hábitat natural.

Essas plantas geralmente preferem um local em meia-sombra. Por isso que deixa-las na copa de árvores é uma boa opção, infelizmente nem sempre isso é possível.

Os especialistas nessas espécies recomendam que a luminosidade seja de 70% de sombra.

  • O sol da manhã

Caso você tenha as orquídeas na sua casa elas podem ficar em locais onde bate sol direto em apenas um período do dia e é aconselhável que seja durante a manhã. Escolha as sacadas ou varandas para deixar suas plantinhas.

 

Cuidando de orquídeas em apartamentos

Cultivar as orquídeas em apartamentos pode até ser desafiador, mas é totalmente possível conseguir adapta-las.

O cuidado maior deve ser em relação à dosagem correta da luz. Existem algumas espécies de orquídeas que são mais fáceis de serem cultivadas em apartamentos.

Independente da espécie que você já possua, observe a direção das janelas e varandas, pois as que estão voltadas para o norte geralmente são ensolaradas.

Uma dica é deixa-las na varada ou no banheiro, pois nos apartamentos são os locais com uma maior luminosidade.

Já para regar sua orquídea tente coloca-la em um local com ralo, pois assim que a agua for escorrendo não vai molhar o ambiente. Caso não tenha você pode coloca-la sobre a pia da lavanderia e dar um banho caprichado na planta, ela precisa ser hidratada pelo menos três vezes por semana.

Quem tinha dúvidas se era possível ter uma planta tão sensível em apartamento já sabe que é viável, a única observação é em relação ao ambiente luminoso, pois ela precisa da luz do sol.

Cultivar as orquídeas pode até ser complicado para os iniciantes que querem ter uma planta linda rapidamente, mas tudo depende da sua paciência e dispensação ao cuidar da plantinha, saber onde colocar as orquídeas é essencial para que ela de desenvolva saudável.

10 erros cometidos ao cultivar orquídeas

Melhores Dicas de como cultivar orquídeas

Os adoradores de plantas se encantam com a orquídea, é uma planta que além de ser linda, consegue deixar qualquer ambiente aconchegante. Mas o grande problema é que algumas pessoas não sabem como cultiva-las, pensando nisso selecionamos algumas dicas para te alertar sobre os erros cometidos ao cultivar as orquídeas.

É uma linda flor multicolorida e bastante atrativa para quem adora cultivar, mas descobrir qual o sucesso do plantio dessa linda planta pode ser complicado. Mesmo quem já está acostumado com essa espécie acaba tendo alguns deslizes.

Agora imagine o qual maravilhoso é poder cultivar perfeitamente uma orquídea e ver sua casa mais bonita e alegre.

É essencial que você analise as dicas que estão listadas abaixo para não cometer os principais erros ao cultivar sua orquídea, dessa maneira ela crescerá saudável e muito linda.

Dicas sobre os erros cometidos ao cultivar as orquídeas

Se você possui uma orquídea, certamente deseja que ela viva saudável por muito tempo, não é mesmo? Para isso é só seguir algumas orientações.

  • Cultivá-las em vasos de plástico.

Pense em um erro terrível é quando se cultiva uma orquídea em vasos plásticos, não cometa esse erro e escolha os vasos de barro, eles são porosos e sempre drenam melhor a água. Dessa maneira você evita que aconteça o apodrecimento das raízes.

  • Permitir que elas cresçam mais que o vaso.

Tente sempre mantê-las dois dedos para dentro da superfície, por isso logo no inicio da muda escolha um vaso maior, nunca pegue vasos pequenos demais.

  • Não notar que surgiram novos brotos e troca-las de vaso

Todos os novos brotos precisam ficar livres, nunca devem estar encostados na parede. Sempre que for trocar os vasos verifique com cuidado para que sua orquídea não morra.

  • Não acrescentar placas de madeira ou o nó de pinho na planta

Entenda que eles podem decorar o vaso, mas o objetivo principal é conservar a água por mais tempo em decorrência do substrato. 

  • Esquecer de esterilizar a tesoura antes de podá-las.

Quando for podá-las você pode usar um maçarico portátil ou até mesmo a chama do fogão, o importante é esterilizar a tesoura, lembrando-se de esperar até que fique fria.

Agindo assim você evita que a planta fique doente.

  • Não utilizar um cicatrizante na planta após a poda.

Nunca deixe de passar o cicatrizante na orquídea, use a canela em pó que já é uma espécie natural de cicatrizante.

  • Ignorar as manchas na folhagem.

Algumas manchas podem surgir na folhagem da sua orquídea e podendo indicar que a planta talvez tenha sido atacada por alguma praga. A dica é utilizar um detergente líquido que seja diluído em água.

Lave bem todas as folhas e também as raízes, borrifando na concentração das folhas. Porém se a infestação for muito grande, utilize o sabão puro sem diluir. Pegue sua planta e deixe na sombra durante vinte e quatro horas e em seguida lave e replante.

  • Utilizar o mesmo vaso depois que já eliminou as pragas.

É essencial que você troque o recipiente por um novo. Se não for possível, lave-o bem com cloro e com detergente. Depois enxague bastante antes de replantar sua orquídea. 

  • Não notar a coloração da folhagem.

Sempre preste atenção na coloração da sua orquídea, pois se estiver muito escura, pode ser sinal de carência de luz. Verifique trocando a orquídea de lugar. 

  • Não identificar as orquídeas com plaquinhas.

Essa dica é essencial, você deve anotar o nome da espécie e também o período da ultima floração.

Agora que você já sabe muita coisa e principalmente os erros cometidos ao cultivar as orquídeas, adquira o Guia Definitivo das Orquideas você vai se encantar ainda mais com essa planta lindíssima.

loading
×